Experiência biblioteconômica sobre a transformação social

relato sobre o curso direitos humanos e os remédios da alma

Autores

  • Marcelo Calderari Miguel Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), Universidade de Federal do Espírito Santo. Campus Goiabeiras, Vitória, ES 29075-910. https://orcid.org/0000-0002-7876-9392

Palavras-chave:

Prática profissional. Direito Humano. Agenda 2030. Bibliotecário. Direito à Informação. Informação e memória.

Resumo

A Biblioteconomia é uma área cativante e motivadora de conhecimento. Isso se justifica por diversos motivos: a missão bibliotecária visa envolver a competência em informação para públicos em vulnerabilidade social, a busca por uma formação continuada, as maneiras de democratizar o acesso à informação que frisam que a pessoa bibliotecária se insere na cultura do privilégio. Merece destaque o fato de que o fazer profissional biblioteconômico perpassa todas as demais áreas do conhecimento, colaborando na organização e disseminação das informações produzidas em quaisquer campos científicos, o que viabiliza, naturalmente, a aquisição de conhecimentos variados por parte do bibliotecário. A partir dessa afirmação, este artigo relata a participação do bibliotecário no curso de ‘Direitos Humanos para Transformação Social’. Discorre que profissionais da área de ciências sociais aplicadas encontram boas oportunidades ao se especializar nesse campo. Ao final, se atestam as contribuições da experiência, mencionando os benefícios alcançados na construção de uma linguagem mais humanizada – o homem transmite essa linguagem, cria sentido, comunica, prospectando a construção da paz e a defesa da vida nas comunidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Calderari Miguel, Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), Universidade de Federal do Espírito Santo. Campus Goiabeiras, Vitória, ES 29075-910.

Bibliotecário e Administrador pela Universidade Federal do Espírito Santo – Ufes. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFES) - Linha 2 - Memória, Representação e Informação; Especialista em Educação Científica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) | Membro do Grupo de Pesquisa (CNPq - DGP Reg. Nº: 8448/2017) Tabularium - Políticas de Arquivos: Observatório no Estado do Espírito Santo; desenvolvendo estudos empíricos e teóricos quanto à política, gestão, memória, patrimônio e preservação de documentos arquivísticos no Estado do Espírito Santo, nos variados suportes, nos arquivos públicos e privados. 

Downloads

Publicado

27-04-2023

Como Citar

Miguel, M. C. (2023). Experiência biblioteconômica sobre a transformação social: relato sobre o curso direitos humanos e os remédios da alma. Revista ACB, 28(1), 1–11. Recuperado de https://revistaacb.emnuvens.com.br/racb/article/view/1924

Edição

Seção

Relato de experiência